Fies 2020 aditamento

Fies 2020 Aditamento – O que é, quando e como fazer! Quais os documentos necessários? Tudo está neste artigo.

O Fundo de Financiamento Estudantil, Fies, proporciona a possibilidade de um financiamento baixo ou mesmo com juros zero. O que faz isso variar é a renda, mas recebendo entre um e cinco salários mínimos por pessoa da família já é possível se candidatar ao programa.

O Fies é um programa do Ministério da Educação e vem há anos mudando vidas ao redor do Brasil. Se você conseguiu a sua vaga você sabe como é, parcelas pequenas durante o curso e um prazo bem longo para ir pagando todo o resto após se formar.

Em determinado momento chega a hora de fazer o tal aditamento do Fies 2020. Aí os estudantes ficam cheio de dúvidas, não fazem ideia do que é ou mesmo como fazer. Por isso ao longo deste artigo iremos lhe explicar tudo o que você precisa!

Vamos abordar as seguintes dúvidas

  • O que é aditamento?
  • O que é aditamento simplificado?
  • E o não simplificado?
  • Sou obrigado a fazer o aditamento?
  • Quais os documentos necessários?
  • Como fazer o meu aditamento?
  • Até quando posso fazer o aditamento?

Pronto para ter a resposta de todas elas? Respire fundo e venha conosco…

O que é aditamento FIES?

Aditar significa adicionar, incluir ou acrescentar. O aditamento Fies 2020 é uma renovação do seu contrato. Nele você irá acrescentar ao seu contrato inicial documentos que comprovem que você continua estudando na instituição, que está realmente matriculado.

O aditamento deve ocorrer semestralmente, então é preciso estar sempre de olho nos prazos.

Existem dois tipos de aditamentos do Fies, o aditamento simplificado e o aditamento não simplificado. Vamos ver o que cada um deles significa?

O que é aditamento simplificado?

O aditamento simplificado acontece quando não há alterações no contrato do financiamento estudantil. Quando não há nenhuma restrição no cadastro do fiador e se não aconteceu nenhum atraso no pagamento das parcelas trimestrais.

Quando o Fies 2020 aditamento é simplificado o aluno pode fazer na própria faculdade ou universidade, dentro do prazo estipulado pelo Fies.

E quando o aditamento não é simplificado? Muda muita coisa?

E o não simplificado?

O aditamento não simplificado acontece quando aparece alguma restrição no nome do fiador, quando terão mudanças no contrato de financiamento ou quando alguma das parcelas de juros trimestrais foi paga atrasada.

Nesse caso como o próprio nome diz não é simplificado, será necessário um pouco mais de trabalho e atenção…

Sou obrigado a fazer Fies 2020 aditamento?

Sim, estudantes que obtiveram o financiamento do Ensino Superior através do Fies precisam semestralmente fazer o aditamento, seja o simplificado ou o não simplificado, é obrigatório.

Não fazer o aditamento dentro do prazo estipulado pelo Fies tem grandes chances de significar a perda do financiamento estudantil, tendo que pagar a mensalidade integral estipulada pela instituição de ensino.

Ok, então realmente é necessário fazer o aditamento, você sabe o que levar?

Quais os documentos necessários?

Caso o seu aditamento seja simplificado só um documento com foto para mostrar em sua instituição deve ser o suficiente.

Agora, se o seu aditamento for não simplificado você precisará ir até uma agência do banco que lhe concedeu o financiamento. Para isso você deverá ir preparado, levando os seguintes documentos:

Pelo estudante (à CPSA e ao banco):

  • Original do documento de identificação;
  • Original e cópia do comprovante de residência atualizado;
  • Original e cópia da certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge, em caso de alteração do estado civil do estudante após a contratação do financiamento ou realização do último aditamento;
  • Original e cópia do termo de concessão ou termo mais recente de atualização do usufruto de bolsa parcial do Prouni, em caso de obtenção desse benefício após a contratação do financiamento ou realização do último aditamento.

Pelo fiador e ao banco:

  • Original do documento de identificação;
  • Original do CPF;
  • Originais e cópias da certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge, se for o caso;
  • Original e cópia do comprovante de residência;
  • Original e cópia do comprovante de rendimentos, em caso de alteração de renda, inclusão ou substituição de fiador do contrato de financiamento.

Certo, e como funciona para fazer o aditamento simplificado? E o aditamento não simplificado?

Como fazer o meu Fies 2020 aditamento?

Para o aditamento simplificado basta comparecer à CPSA para retirar uma via do Documento de Regularidade de Matrícula (DRM), devidamente assinada pelo presidente ou vice-presidente da Comissão.

Como comentamos no tópico anterior, para o aditamento não simplificado você deverá ir presencialmente até uma agência do banco que financiou os seus estudos. Lembre-se de levar todos os documentos listados acima!

Até quando posso fazer o aditamento?

O Ministério da Educação, MEC, deixou estipulado quando acontecerão os aditamentos ano a ano. No primeiro semestre do ano o processo do aditamento deverá ocorrer entre o primeiro dia de dezembro e o último dia de março.

Ou seja, ocorre entre o dia 1° de dezembro e 31 de março

No segundo semestre a renovação do contrato do Fies é realizada entre o primeiro dia de julho e o último dia de agosto.

Ou seja, ocorre entre o dia 1° de julho e 31 de agosto

Lembrando que caso você perca os prazos o seu financiamento estudantil é cancelado automaticamente.

Cuidar os prazos tanto para o pagamento das parcelas trimestrais quanto para o aditamento é essencial para garantir o seu financiamento com tranquilidade.

Leia também:

Ainda ficou com alguma dúvida sobre o aditamento do Fies 2020? Deixe ali nos comentários!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *